Eurotrip: 5 países para um roteiro de viagem incluindo a Inglaterra

Realizar uma eurotrip e aproveitar as férias para conhecer vários lugares é um dos sonhos da maioria dos viajantes. O difícil é decidir entre as inúmeras possibilidades quais paísesoferecem a melhor logística para otimizar o roteiro de viagem e não perder muito tempo em deslocamentos.

Além disso, se for a primeira aventura na Europa, é interessante montar a rota com países mais adaptados para recepcionar o turista e de mais fácil comunicação para evitar perrengues. Nesse sentido, a Inglaterra pode ser um excelente ponto de partida.  

Se a proposta for utilizar o avião para deslocamentos, as conexões são ilimitadas. Voando nas companhias aéreas low cost é possível pagar barato para chegar a qualquer lugar do continente, basta lembrar de carregar uma mala menor. 

Leia Mais:  Como pesquisar voos low cost?

No entanto, caso a opção seja fazer os trajetos de ônibus ou trem, é preciso avaliar o mapa e a duração do percurso para não desperdiçar tempo precioso de viagem só para chegar ao próximo destino da eurotrip. Inclusive paradas estratégicas podem otimizar o caminho e ainda dar a chance para conhecer mais lugares.

Se ainda não sabe por onde começar, confira aqui algumas ideias simples para combinar países e organizar um roteiro que caiba dentro do tempo disponível para desbravar um pedacinho da Europa. 

  1. Roteiro de eurotrip para 10 dias: Londres e Paris

    A Terra da Rainha e a Cidade Luz são uma combinação perfeita para quem tem poucos dias disponíveis e quer conhecer mais de um país na Europa. O trajeto pode ser feito de trem-bala e leva apenas cerca de duas horas e meia.

    Além da rapidez, a vantagem é que são vários horários disponíveis por dia e os trens saem da estação St Pancras, na área central de Londres e acessível por meio de metrô ou ônibus. Só é preciso ficar atento para comprar as passagens com cerca de 60 dias de antecedência para garantir o menor preço ( em torno de 50 euros). 

    Há também a opção de fazer o trajeto de ônibus por meio da empresa FlixBus. A viagem acaba sendo mais longa e leva aproximadamente 8 horas. Para compensar o tempo, muitos viajantes escolhem embarcar à noite e dormir no ônibus. O preço realmente é o maior atrativo: em torno de 12-14 euros.

    Quer comparar o preço e o tempo de viagem do avião, ônibus e trem? Clique aqui e veja qual a alternativa com melhor de custo-benefício para a sua eurotrip

  2. Bruxelas, parada estratégica na eurotrip de 15 dias

    Famosa pelos chocolates e a cerveja de qualidade, a capital da Bélgica é conectada por trem e ônibus com Londres, Paris e Amsterdã. A cidade é pequena e pode ser visitada em dois dias, sendo facilmente encaixada em um eurotrip de até 15 dias.

    É possível ir de Londres à Bruxelas de trem-bala pagando cerca de 50 euros, se comprar a passagem com antecedência. O trajeto dura aproximadamente duas horas. A cidade belga fica também estrategicamente no meio do caminho entre Paris e Amsterdam, podendo ser um pit stop entre as duas cidades. O bilhete de trem custa em torno de 30 euros e a viagem dura menos de 2 horas por trecho.

    Fora o destaque na gastronomia, Bruxelas é também a capital da União Europeia e une modernidade com o toque clássico das ruas e praças cheias de história. O destino ainda oferece diversão aos fãs de histórias em quadrinhos, curiosos em conhecer o “local de nascimento” dos Smurfs e de Tintin. Encontrar as referências aos personagens pela cidade é inclusive uma atividade bastante divertida.

    O país tem duas línguas oficiais: o holandês e o francês, mas é possível desbravar a região com PASSEIOS GUIADOS EM PORTUGUÊS. A agência Bem Belga é parceira do blog e oferece serviços de city tours, transfers, compra de ingressos e atendimento 100% em português para facilitar a sua viagem.

    O melhor é que você até pode resolver tudo via whatsapp, direto do Brasil. Entre em contato  para fazer sua e reserva e não esqueça de mencionar que viu a indicação pelo Checklist Mundo. 

  3. Amsterdam, fechando uma eurotrip por 4 países


    A capital da Holanda é sempre lembrada pelo Red Light District e por ser o berço da Heineken, mas há um lado muito mais encantador em Amsterdam. O charme dos canais e das pequenas casas do século XVII (que até parecem casinhas de boneca) são motivos de sobra para incluir a cidade no roteiro de uma eurotrip.

    Além disso, Amsterdam reserva um grande patrimônio histórico com um bairro repleto de museus. Na cidade, também está o local que foi o esconderijo de Anne Frank, hoje transformado em museu. A adolescente de origem judaica, vítima do Holocausto, que se tornou uma das figuras mais discutidas do século XX após a publicação do Diário de Anne Frank.

    Por ser uma cidade pequena, Amsterdam pode ser desbravada em três dias. A cidade pode ser o ponto de início ou fim de um roteiro de viagem passando também por Bruxelas, Paris e Londres em até 15 dias. 

  4. País de Gales: um roteiro de eurotrip para poucos dias

    O País de Gales é um país integrante da Grã-Bretanha, mas com uma identidade cultural diferenciada. Ao lado do inglês, é possível observar placas e letreiros escritos (ou até ouvir os moradores falando nas ruas!) no impronunciável galês, o segundo idioma oficial do país.  

    Os castelos  são algumas das principais atrações turísticas do país. As fortificações de CaernarfonConwy, Harlech e Beaumaris são listadas conjuntamente como Patrimônio da Humanidade pela UNESCO. Suas muralhas e torres medievais são impressionantes.

    Para os amantes de séries, um passeio pode ser encontrar os cenários de Dr. Who. Várias gravações foram feitas no País de Gales e até existe uma atração na capital Cardiff, com sets e itens utilizados no cenário e figurino. 

    Além disso, Gales conta com o Parque Nacional de Snowdonia onde lagos e acidentes geográficos glaciais são o cenário para trilhas e até um passeio de trem  que segue até o pico da montanha Snowdon.

    A capital, Cardiff, é o ponto ideal para começar a explorar o país. A cidade tem o próprio aeroporto internacional que pode levar a diversas partes do continente europeu e também é conectada pela ferrovia com Londres e outras cidades pequenas do sul da Inglaterra, como Bristol e Bath – vilarejo retratado em vários romances de Jane Austen e que hoje com várias atrações dedicadas à escritora.  As duas cidades podem ser paradas interessantes para um roteiro terrestre de 7 a 10 dias entre Inglaterra e o País de Gales.

    Leia Mais:  Aventure-se com Jane Austen em um roteiro pelo interior da Inglaterra

    Quem tiver mais tempo, pode seguir para o norte e, depois de conferir o parque nacional Snowdonia, seguir para Liverpool para conhecer mais sobre os Beatles ou até partir para um outro país. Do País de Gales, mais especificamente na cidade de Holyhead saem balsas diretas para Dublin, na Irlanda. A viagem leva cerca de 3 horas e o bilhete para pedestre custa em torno de 30 libras e 130 libras para quem estiver de carro.

    QUER FAZER UMA ROADTRIP?
    Quer alugar um carro para fazer uma roadtrip entre a Inglaterra, País de Gales e Irlanda? A empresa Rent Cars permite fazer a reserva ainda do Brasil e pagar a locação em REAIS e PARCELADO! Clique aqui para fazer a cotação
     
  5. Edimburgo: eurotrip cruzando a Inglaterra até a Escócia

    Apesar de ser integrante do Reino Unido juntamente com a Inglaterra, a Escócia nem sempre é lembrada a hora da organização de um roteiro de eurotrip ao lado da Terra da Rainha. De fato, chegar até o país dos kilts e da gaita de foiles demora mais do que a viagem de trem-bala a Paris, mas o destino não perde nada em encanto para a Cidade Luz.

    Um dos principais atrativos são áreas selvagens montanhosas, intercaladas por vales glaciais e lagos. Tudo isso marcado pelas histórias dos clãs que batalharam por anos contra a dominação inglesa (lembra do filme Coração Valente?) e rodeado por ruínas elegantes de castelos. 

    A capital Edimburgo, com seus becos misteriosos e um imponente castelo no topo da colina, geralmente é utilizada como ponto de partida para o rolê em terras escocesas.  Ou então Glasgow, famosa pelo vibrante cenário cultural e arte de rua.
     
    A partir de Londres, há aviões, ônibus e trens para Edimburgo ou Glasgow. O jeito mais rápido de chegar é via transporte aéreo, pois os voos duram cerca de 3 horas. A viagem pela ferrovia leva quase cinco horas e custa a partir de 65 libras, enquanto o deslocamento de ônibus dura em média 9 horas e as passagens podem ser encontradas por 30 libras.


    Embora o avião seja um pouco mais veloz, o percurso terrestre oferece a oportunidade de conhecer mais lugares ao longo do caminho e entender que a Inglaterra é muito mais que Londres (cidade que sozinha já é sensacional!).

    Ao invés de pegar o trem ou ônibus direto até Edimburgo, paradas podem ser feitas pelo interior do país onde você encontra, por exemplo, a cidade viking de York e a Liverpool dos Beatles. Manchester é outra opção na região para os apaixonados por futebol. As três cidades ficam praticamente no meio do percurso. Assim você divide a viagem e não vai precisar ficar horas direto encarando o assento da frente. 

    Uma vez na Escócia, depois  de desbravar Edimburgo e Glasgow, há a opção de embarcar em pequenas excursões para as Highlands da Escócia de William Wallace, conhecer castelos que foram cenários de Game of Thrones e Outlander, sair à procura do mostro no Lago Ness ou ainda pegar uma balsa ou avião para seguir rumo à Irlanda do Norte, incluindo mais um país ao roteiro da eurotrip. 

Gisele Barcelos

Jornalista por profissão e planejadora compulsiva de viagens. A mesma dedicação que tenho para conseguir um furo de reportagem, também uso para pesquisar sobre novos destinos e roteiros. Amo compartilhar dicas para ajudar quem sonha começar uma aventura, mas não tem ideia de como planejar. Estou sempre em busca do próximo embarque, com uma mala tamanho P e uma playlist caprichada no celular.

Tire dúvidas e compartilhe suas experiências de viagem aqui: